Tag Archives: Estreito

Susto

5 abr

Com informações do Diário Catarinense e imagens de Clarissa Antunes (e assistência de Amanda Miranda):

Mais uma vez o domingo pacato e ensolarado do Estreito foi invadido por sirenes a 1000km/h. “Aff…De novo? Outra fuga?!”. Não, desta vez não eram os carros de polícia atrás dos presos do Cadeião, mas sim bombeiros e ambulâncias – muitas. Subiram a Rua Afonso Pena voando e logo depois de passar pelo meu prédio, pararam. O barulho também cessou. “Foi aqui?”. Depois de ir até a sacada e ver o agito, vi que sim, havia sido pertinho, em uma obra que começou há algumas semanas. O estrago parecia grande. E o medo de conferir de perto, também. Sangue? Corpos? Não, obrigada. A repórter da família é outra.

A tal obra é pra construir um “reino” de Testemunhas de Jeová (esse negócio de igreja tá ficando meio perigoso) e estava sendo feita por um mutirão de “fieis”. Mais detalhes aqui

dscn1587

Fuga

8 fev

E a pacata (e abafada) tarde de domingo foi surpreendida por (vejam só!) mais uma fuga do Cadeião do Estreito. Uau! Que novidade!!! Ai ai, quanta segurança para os moradores deste bairro de Florianópolis! Por volta das seis da tarde comecei a ouvir um helicóptero sobrevoando a região. Muitos minutos depois, ele continuava sobrevoando a região. “Ok, vou criar vergonha na cara, abrir a cortina e ver o que tá rolando lá fora”. E realmente lá estava o helicóptero dando voltas e voltas, bem baixinhas até, nas proximidades do Orlando Scarpelli, Hospital Florianópolis, etc. “Mas gente, o jogo do Figueira nem foi aqui! O que tanto fazem pra lá e pra cá?”. Minha irmã, que tava de plantão no DC, me passou a informação, dos então “ainda não sabem quantos” foragidos do Cadeião.

A 6781454903245ª fuga foi há cerca de três horas e mais detalhes vocês tem aqui.

Os “não sabem quantos” foram 70 (último dado divulgado). Um foi pego aqui na esquina do meu prédio e registrei tudo com a minha super câmera, hahaha.

Um

Um

a

a

menos!

menos!

O helicóptero parou (ou pelo menos deu um tempo…), mas quem tá voando agora são os carros da polícia e da imprensa, cujos motoristas tão se revelando verdadeiros pilotos de Fórmula 1.

Até quando essa palhaçada vai continuar hein? Como definiu my sister: “o Cadeião é famoso pelas fugas em massa. Uma beleza de cadeia (para os presos, claro, que saem quando querem)”. Que maravilha! Quem se habilita a dar uma voltinha agora de noite pelas ruas do Estreito?! Altas aventura =)